Uma fotografia de US$ 3,89 milhões

2 comentários

© Auto-retrato de Cindy Sherman

O auto-retrato de 1981 da célebre fotógrafa Cindy Sherman foi vendido em um leilão no dia 18 de maio 2011, pela bagatela de US$ 3,89 milhões. A venda superou todas as expectativas e entrou para o mundo dos recordes, registrando o preço mais alto já pago em uma fotografia.

Você deve estar se perguntando o que um auto-retrato tem de tão especial para valer tanto. David Ross, ex-diretor do Whitney and San Francisco Museum of Modern Art, explicou ao site NPR que tudo funciona como um jogo.

“O que importa para a maioria dos colecionadores é ganhar. Quando a arte se torna um esporte competitivo. Tudo o que você precisa para vencer é coragem e dinheiro para ir mais longe e ganhar. E ganhar é muito bom“, disse ele.

O fato da foto de Sherman valer tanto é um verdadeiro marco – considerando que ela não é nenhuma grande celebridade.

O curioso é que o mundo dos leilões de artes é bem peculiar. Ross diz que este recorde pode ser quebrado novamente na próxima semana.

Com informações Humberto Oliveira